Os melhores contos de Charles Perrault

Nextale/ janeiro 11, 2022/ Uncategorized/ 0 comments

Amanhã, dia 12/01, é comemorado o 394° aniversário do escritor francês Charles Perrault. 

Considerado o “Pai da Literatura Infantil”, Perrault imortalizou contos do folclore europeu e oficializou os contos de fadas como um tipo de gênero literário graças à publicação de sua célebre obra “Contos da Mamãe Gansa”.

Para enaltecer o legado dessa figura que revolucionou para sempre a literatura mundial, separamos hoje 5 contos inesquecíveis escritos por Charles Perrault! Confere só:

  • Cinderela

Cinderela é uma jovem doce e batalhadora que após a morte de seu pai é forçada a viver sofrendo abusos de sua madrasta e suas meia-irmãs. Certo dia, a moça vê seu destino mudar em um baile mágico com uma paixão à primeira vista.

O conto mais famoso de Perrault é também o que recebeu mais variações. A diferença mais notável é que na obra do escritor francês não existe uma fada madrinha, a magia está nos pombos e na árvore que cresce no túmulo da mãe de Cinderela. 

Difícil imaginar o clássico filme da Disney sem a presença da fada, não é mesmo?

  • Chapeuzinho Vermelho

A ingênua Chapeuzinho Vermelho é enviada por sua mãe a casa de sua enferma avó com uma cesta de quitutes de presente. Seguindo seu caminho pelo bosque, a menina esquece do pedido de sua mãe para que não fale com estranhos e acaba dando informações demais sobre o seu passeio para um estranho lobo. Chegando na casa de sua avó, Chapeuzinho Vermelho tem uma surpresa nada agradável…

Muitas pessoas não sabem, mas na versão de Perrault, o final dessa história é bastante trágico: tanto a avó quanto a Chapeuzinho devoradas pelo Lobo Mau. O objetivo do autor era mesmo alertar os jovens dos perigos que alguns homens mal intencionados podem oferecer.

  • A Bela Adormecida

Quando a princesa Aurora nasce, seus pais decidem fazer uma grande festa de celebração e convidam o reino inteiro, menos a fada Malévola. Com sede de vingança, a fada então invade o evento e amaldiçoa a princesa, condenando a jovem a cair em um sono profundo em seu aniversário de 16 anos de idade e despertando apenas com um beijo de seu verdadeiro amor.

Isso é que é uma história de rancor, não?

  • O Pequeno Polegar

O Pequeno Polegar é o mais novo de sete irmãos em uma casa muito pobre. O menino, que ganhou o apelido quando nasceu, pois tinha o tamanho de um dedo da mão, ouvia atentamente o que se passava ao seu redor e era o mais inteligente dos meninos. Ao ser abandonado com seus irmãos na floresta, ele pode finalmente demonstrar sua astúcia enquanto salva todos das garras de um terrível Ogro.

É o que dizem: nos menores frascos é que existem os melhores perfumes!

  • O Gato de Botas

O caçula de 3 irmãos recebe um gato de herança de seu pai e, a princípio fica frustrado. Mas então, eis que o gato ganha um par de botas e mostra as suas grandes habilidades, convencendo um rei muito poderoso de que pertence a um fidalgo chamado Marquês de Carabás, e conseguindo ao seu dono a mão da princesa em casamento.

Por essa nenhum gateiro esperava!

E aí, qual desses contos é o seu favorito? Deixa aqui nos comentários!

Share this Post

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>
*
*